Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 DIEGO JANATÃ - INDIOS E MAIS...
 ADEMIR BACCA
 ARTE E CERAMICA
 ARTUR GOMES
 ANAND RAO
 CLAUKY SABA
 ARTUR GOMES
 MOVIMENTO INVERSO
 DIVINO PINTOR - SABA
 CHICO CRUZ
 ZECA TOCANTINS
 MANOELA AFONSO
 JIDDU - MIMICA
 SANTA CRUZ DE GOIAS
 BIBLIOTECA NACIONAL
 BIBLIOTECA DEMONSTRATIVA
 PROYECTO SUR
 JORNAL DE POESIA
 TEATRO BRASILEIRO
 D.TETÉ
 CACURIA
 RODOLFO MUANIS
 FUNARTE
 FOLCLORE
 NINHO DE POESIA
 POEMAS E CANÇOES
 BALAIO
 BLOG DA MARILIA
 OCUPARTE
 BLOG DO CARLIM
 MARCOS FRANCO
 CASA DAS ARTES
 ELSON ARAUJO
 XICO CRUZ
 MARCELO MONTENEGRO
 MARCELO MONTENEGRO
 JOAO PAULO CUENCA
 JOAO PAULO CUENCA
 ED WILSON
 JOSUE MOURA
 UMBIGO DE EROS
 VANUSA BABAÇU
 BABAÇU


 
.


 

 

A vocês um farto gole de versos

que jorram pelos meus olhos,

boca, mãos, pés, sexo e coração.

 

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h32
[] [envie esta mensagem] []



MEUS PAIS - ALICE E  JOSÉ

 

Alicezé

 

Filha de mãe cearense

aprendi desde cedo

ser mulher vivedeira.

 

Meu pai carpinteiro

lavrou cada pé de pau

como quem lavra a vida.

 

Inquieta, minha mãe

ensinou-me

que é preciso ter pressa

correr à frente

para alcançar os sonhos.

 

Paciente,

meu velho carpinteiro

plainou sonhos em mim

cravou verdades

lixou incertezas.

 

Forças

opostas

me apontaram

os caminhos que

escolhi trilhar.

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h30
[] [envie esta mensagem] []



CARLINHOS PIAUI - MININO DO CORRÉGO CRISPIM

Tocantins(Carlinhos Veloz)

 

Do lado daquela cidade

Existe um rio de eternidade

Amores e barcaças

E barra - ncas e capins

Tucunaré piau e um matagal que é sem igual

Riacho do cacau a desaguar

No Tocantins

Toca essa água

toca essa mágoa

Toca e deságua Tocantins

E quando é noite enluarada a água toda

Prateada atrai a meninada para

O Tocantins

E tudo então se faz canção às cordas de um violão

Nas mãos de um poeta lá

No Tocantins

--------------------------------------------

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h28
[] [envie esta mensagem] []



GILSON ALENCAR ENCANTADOR DE NOTAS

Fuxico de passarim

 

Cadê rouxinol

cadê bico de brasa

cadê tico-tico

cadê fogo pagou

será que de tanto

ouvir meu penar

avoaram e se foram

buscar meu amor

 

 

Cadê jaçanã

cadê bem-te-vi

cadê sabiá

que hoje não cantou

será que de tanto

ouvir meu lamentar

avoaram e se foram

buscar meu amor

 

Que todo mundo sabe

periquito já contou

arara já deu notícia

João de barro espalhou

Juriti anda dizendo

que tou rouxinha de amor

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h26
[] [envie esta mensagem] []



MÁXIMO MANSUR POETA CANTADOR  QUE PREENCHE MINHA VIDA

 

Agrado

 

Na terra de pedra eu procuro

uma estrela para o meu bem

olho, procuro e não vejo

parece que já não tem

 

Estrela Dalva, uma das Marias

qualquer uma pode ser

do campo azul estrelado

que germina ao anoitecer

 

Amarela, cadente, vermelha

bem aqui na minha mão

pra clarear aquele olhar

janela do coração

 

Quero uma só que seja

pode ser de qualquer cor

eu só quero uma estrela

pra agradar meu amor

-------------------------------------------------------------------------------------------

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h22
[] [envie esta mensagem] []



Desmantelo

Desgrenhando teus cabelos

me rasgueio em poesia

e me (re)encontro

nas aldeias do teu corpo

MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO- ALICE DINIZ



Escrito por lilia diniz às 18h19
[] [envie esta mensagem] []



 

               LUCIA MARANHÃO E THABATA LORENA

 

Estrume

 

O que aduba

meu pé de poesia

é o estrume do boi

marcado a fogo

que rumina versos

contra o opressor

 

É o bagaço da cana

moída no engenho de ferro

que traz no gosto da rapadura

o amargor de vidas

também moídas

 

São as toras dos babaçuais

estendidas ao chão

pelo machado da ganância

que devasta não apenas florestas

derruba Chicos, Josimos,

Margaridas...

O que fez brotar e alimenta

meu pé de poesia

é a certeza que esses

versos em flor

romperão cercas

fecundarão roçados

e saciarão barrigudas

famintas de

justiça

terra e

pão

-------------------------------------

FOTO- LUA

 



Escrito por lilia diniz às 18h16
[] [envie esta mensagem] []



MIOLO DE POTE EM CANTIGAS E VERSOS - SESI TAGUATINGA DF 2010 - FOTO:LUA

Tocantins

 

Em tuas águas

mergulho pra ver

melhor o mundo,

lavo meu corpo

cansado,

banho meus sonhos

ressecados,

afogo desilusões,

renovo minha esperança

e toco a vida adiante.



Escrito por lilia diniz às 17h56
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]